fbpx

INSCRIÇÕES EM BREVE!

  • 00dias
  • 00horas
  • 00minutos
  • 00segundos

FORMAÇÃO TERAPÊUTICA

INSCREVA-SE ATÉ 10/09

Tenha uma formação consistente em Psicologia Afrocentrada!

O GEPAL oferece estudos e trocas de experiências consistentes em Psicologia afrocentrada. Vamos iniciar o 3ª ano, centrados no trabalho Dr. Asa Hillliard III e outros fundadores da Psicologia Africana. Em agosto, abrimos vagas para novos integrantes.

INVESTIMENTO

R$ 3.075 à vista

ou em até 12x de R$ 381,00

Garantia de 7 dias, você pode pedir 100% do seu dinheiro de volta neste prazo.

Programa

Dr. Asa Hilliard III e sua Psicologia da Educação Afrocentrada

 

 

Programa

Dr. Asa Hilliard III e sua Psicologia da Educação Afrocentrada

O Que Você Recebe?

1 - 12 encontros

2 - Certificado de 80h

3 - Orientações e terapêutica personalizada

4 - Grupo personalizado
no Whats APP

5 - Troca de experiência entre pesquisadores

6 -  Acesso à referências

O Que Você Recebe?

1 - Orientação por 12 meses

2 - Certificado de 80h

3 - Terapêutica personalizada

4 - Grupo personalizado
no Whats APP

5 - Troca de experiência entre pesquisadores

6 -  Acesso à referências

Para quem é a formação?

1 - Profissionais

2 - Pós-graduados

3 - Pessoas com leitura instrumental em inglês

 

Para quem é a formação?

1 - Profissionais

2 - Pós-graduados

3 - Pessoas com leitura instrumental em inglês

BÔNUS!

• Esta formação inclui orientações personalizadas para o desenvolvimento da pesquisa de levantamento sobre psicologia afrocentrada da educação.

• Você terá acesso liberado por 1 ano a todo conteúdo da formação.
Disponibilizamos textos, orientações, atividades, e gravação das aulas para que você acesse de qualquer lugar e a qualquer hora, conforme a sua necessidade e disponibilidade.

O que fazemos no GEPAL?

O Grupo de Estudos em Psicologia Africana na Lusofonia (GEPAL) é uma formação da Psicologia & Africanidades que tem 12 meses de duração.

Ela é voltada para profissionais graduados e cada ano ela oferece uma temática diferente. Participam deste grupo alguns integrantes de ciclos do GEPAL anteriores e psicólogos parceiros de Angola.


O III GEPAL vai estudar a obra de Dr. Asa Hilliard III e suas proposições para uma Psicologia da Educação afrocentrada. Com esta ORIentação vamos produzir um levantamento de referências em português e inglês para construir uma proposta afro-brasileira de atuação em Psicologia e Educação.

 

Além do estudo e debates das referências afrocentradas, nós produzimos relatórios e relatos orais que poderão ser transformados em publicações acadêmicas em revistas, livros ou eventos.


Nós da Psicologia & Africanidades consideramos a Psicologia afrocentrada uma abordagem mais coerente e consistente com culturas afrodescendentes locais, podendo nos ajudar a identificar potencialidades afrodescendentes para superação de problemas sociais, especialmente para o racismo estrutural.

Referência na 3ª edição

Asa Hilliard III

A carreira profissional do Dr. Asa Hilliard III (1933-2007) abrange o globo. Ele fazia parte do corpo docente da San Francisco State University; foi consultor do Peace Corps na Libéria, África Ocidental; superintendente de escolas em Monróvia, Libéria; e retornou ao estado de São Francisco como chefe de departamento e reitor de educação. Na época de sua morte, o Dr. Hilliard era o Fuller E. Calloway Professor de Educação Urbana na Georgia State University em Atlanta, onde ocupou cargos conjuntos no Departamento de Estudos de Políticas Educacionais e no Departamento de Psicologia Educacional e Educação Especial. As aulas de Hilliard se concentraram em entender a realidade do poder do ensino e da escolarização para produzir resultados excelentes ou fracassos.

"A missão do processo de socialização de qualidade, com controle africano, é mais do que uma resposta básica à opressão. É também um caminho fundamental para promover o desenvolvimento individual e coletivo saudável, evitando o genocídio cultural." Em: Hilliard III, A. (2002) African Power - affirming African indigenous socialization in face of the culture wars.

Resultados do GEPAL

BRUNO REIS | PSICÓLOGO

Psicólogo clínico, especialista na abordagem TCC pelo CETCC/FAEMA. Professor da Pós-Graduação do Hospital Albert Einsten. Coaching Positivo pelo IPPC. Também atua nos serviços de saúde pública em São Paulo. É especialista em Gestão de Negócios pelo SENAC.
Sua trajetória é marcada pela vivência na escola de samba, é conhecido como Bruno Brasil e também realiza produções artísticas como cantor e compositor.

Conheça as outras edições do GEPAL

Conteúdo Programático

Clique nos módulos pra conferir as aulas.

 

Aula 01 Compreensões psicossociais para descolonizar nossas mentes e a psicologia.

Aula 02Potencialidades afro-brasileiros para descolonização da nossa mente e da psicologia.

Aula 01Fundamentos filosóficos afro-diaspóricos para uma psicologia afrocentrada.

Aula 02Fundamentos filosóficos afro-brasileiros para uma psicologia afrocentrada.

Aula 01 – Aportes teóricos sobre personalidade e/ou pessoalidade africana.

Aula 02Aportes teóricos para desenvolvimento de pessoalidade afro-brasileira.

Aula 01 – Diálogos teóricos entre psicologia afrocentrada estadunidense e psicologia social do racismo no Brasil.

Aula 02Aportes teóricos e práticas para formar psicólogas e profissionais afrocentrados no Brasil.

Quem somos nós?

Psicologia & Africanidades é um Centro de Formações Terapêuticas que promove pesquisas e estudos em educação das relações étnico-raciais, Psicologia Afrocentrada e epistemologia da Psicologia.

 

Dra. Simone Gibran Nogueira é PhD em Psicologia Social.

Pesquisadora e coordenadora responsável pela P&A, Pós-doutora em Psicologia Social pela PUC-Campinas, Doutora em Psicologia Social na PUC-SP, tem estágio internacional de doutorado em Estudos Negros e Africanos na Educação e Psicologia na GSU em Atlanta/EUA. Autora do Livro: “Libertação, Descolonização e Africanização da Psicologia – breve introdução à psicologia africana” (2019) com auxílio publicação FAPESP. Co-organizadora junto com Maria Aparecida Bento e Marly Silveira do livro “Identidade, Branquitude e Negritude – contribuições para Psicologia Social brasileira” (2014), entre outros artigos e capítulos.

É professora de capoeira angola da Academia João Pequeno de Pastinha e iniciada no Candomble Ile Axé Omo Aiye.

Precisa de ajuda?

Fale conosco!