fbpx

Mudanças, mídia e ativismo em tempos de pandemia

Artigo da PHD Simone Nogueira está na última edição de 2021 da revista portuguesa Ria Editorial com discussões sobre o sistema midiático no pós pandemia.

A Pandemia do Coronavírus assolou o planeta desde 2020 e promoveu uma série de transformações nas interações sociais. Foi a partir das mudanças sofridas pela humanidade e as ressignificações criadas que o MEISTUDIES ( Media Ecology and Image Studies) realizou seu 4º Congresso Internacional com o tema “Desafios e reflexões sobre o ecossistema midiático pós pandemia”.

Como resultado do Congresso, foi elaborada a edição “Mídia, sociedade e ativismo“, organizada por Maria Cristina Gobbi e Rosa Maria Araújo Simões. A publicação foi produzida pela Ria Editorial, editora portuguesa da região de Aveiro em conjunto com o Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade Técnica Particular de Loja – UTPL (Equador).

Entre os relevantes artigos que trazem o nosso contexto pandêmico sob diferentes perspectivas, está a análise da PDH Simone Nogueira, que traz a sua experiência prática no rol das transformações mundiais, conectadas à experiência brasileira com o texto “Psicologia & Africanidades – de blog de informações à formações terapêuticas”.

O artigo traz o relato de experiência junto da base epistemológica que sustenta o Centro de Formações: “realizar as formações a partir de uma perspectiva psico-emocional-intelectual-afrocentrada”. Segundo a autora, dentro do contexto pandêmico e político do Brasil, onde a população têm sofrido ataques e as colonialidades têm sido mantidas, as Formações têm o propósito de “colaborar com a educação das relações étnico-raciais e a consequente implementação de todas as políticas de ações afirmativas no país”.

Você confere a matéria na íntegra da Ria Editorial, clicando aqui.

Leia o artigo agora: Mídia, sociedade e ativismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.